Conta a história que Alexandre, O Grande, antes de morrer, convocou seus generais e relatou seus 3 grandes desejos:
1º – Que seu caixão fosse transportado pelas mãos dos médicos da época;
2º – Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo os seus tesouros conquistados como prata, ouro, e pedras preciosas;
3º –  Que suas duas mãos fossem deixadas balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.
Um dos seus generais, admirado com esses desejos insólitos, perguntou a ALEXANDRE quais as razões desses pedidos e ele explicou:
1º – Quero que os mais iminentes médicos carreguem meu caixão para mostrar que eles NÃO têm poder de cura perante a morte;
2º – Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materiais aqui conquistados, aqui permanecem;
3º – Quero que minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.
_____________________
Recebi essa mensagem por email de um novo colega, Dr. Nassif. Não é nova, eu mesmo já conhecia, mas é sempre atual. Provoca uma reflexão profunda de cada ser humano perante as coisas da vida e da morte.
Teria sido por isso que Alexandre foi considerado O GRANDE?
Dr. Nassif é Médico, eu sou Psicólogo. Ambos profissionais da “saúde” (entre aspas por conta de minhas dúvidas atuais sobre até onde podemos de fato falar isso com convicção). Enquanto profissionais da saúde, acabamos sendo treinados para sermos, de certa forma, senhores da vida. Somos adestrados para cuidar da vida dos outros, mas esquecemos das nossas próprias vidas, e muitas vezes da nossa situação de simples e mortais humanos.
No dia em que ceifadeira nos encontrar (a todos os profissionais da saúde), espero que possamos responder a, uma das que acredito será das poucas perguntas que serão feitas: o que fez da sua vida, e o que está levando dela agora?

_________________

Sucesso e paz.
Varekai (onde quer que seja)
Roberte Metring – CRP 03/12745

Não me peça explicações, não as tenho. Eu simplesmente aconteço.
Psicoterapia – Consultoria – Cursos – Palestras
 Docência – Supervisão
contato@psicologoroberte.com.br – www.psicologoroberte.com.br