immune defense

A Gripe suína, é um subtipo da influenzavirus A, conhecido como A(H1N1). Na verdade, é uma espécie de prima de estirpes variadas da gripe humana. Em termos gerais, assusta pelo fato de atingir uma febre de 39 graus subtamente (a gripe comum raramente aginte 38 graus de temperatura corporal), com dor de cabeça intensa, cansaço extremo, intensas dores musculares e ardor nos olhos. O diagnóstico, no entanto, somente pode ser feito clinicamente, e um médico deve ser imediatamente procurado à presença dos sintomas.

Pois bem, isso tudo é verdade, a gripe A está no Brasil, e está matando. No Brasil e no resto do planeta. O virus não está matando, mas provoca outras debilidades e doenças que podem levar à morte rapidamente, principalmente se o sistema imunológico se mostrar debilitado.

Acontece que tenho visto e ouvido muita coisa sobre gripe suína, mas não tenho visto nem ouvido pessoas falando em promoção de saúde, em sistema imunológico, em qualidade de vida, sabendo-se muito bem que, pessoas com o sistema imunológico em alta e equilibrado, tem menos propensão a desenvolver todo tipo de doenças, inclusive aquelas que poderiam ser causadas por qualquer tipo de virus, incluso o H1N1.

Assim, estamos com a sociedade atrapalhada e correndo para um lado só, voando com uma só asa. Estamos todos combatendo o virus, mas não estamos fortalecendo o sistema imunológico do organismo para que aquele não tenha força o suficiente sobre este. Um sistema imunológico sadio demanda alimentação de qualidade, hidratação, prazer e lazer, sono reparador, pouca ou nenhuma intoxicação por drogas de qualquer tipo, incluindo fumo e alcool, e uma higiene mental adequada.

Onde estão os profissionais de saúde e da educação à falar disso?

Simplesmente não estão, pois, na qualidade de humanos, andam tão assustados quanto qualquer outro mortal. Até mesmo as entidades religiosas, que tem o poder de congregar num único horário, centenas de pessoas, que poderiam ser instruidas à respeito dos cuidados em relação ao virus, e em relação ao seu próprio organismo, também estão surtando, juntamento com o restante da paranóica sociedade.

Combater o vírus é necessário, mas não é tudo. Se continuarmos debilitando nossos organismos, combateremos esse virus, e seremos combatidos por outros, tantos quantos seres humanos possam existir, pois sabemos que virus são mutantes, e se reorganizam segundo as oportunidades do momento. Assim já foi igualmente com o HIV (AIDS), a gripe espanhola, e tantas outras epidemias e pandemias que dizimaram grandes quantidades de seres humanos.

E… continuamos sem aprender nada dos sinais que eles nos deixam: precisamos aprender a viver bem, viver sadiamente, viver em paz, viver em equilíbrio, dar valor ao sistema imunológico.

Talvez ainda haja tempo.

Roberte Metring

_________________

Sucesso e paz.
Varekai (onde quer que seja)
Roberte Metring – CRP 03/12745

Não me peça explicações, não as tenho. Eu simplesmente aconteço.
Psicoterapia – Consultoria – Cursos – Palestras
 Docência – Supervisão
contato@psicologoroberte.com.br – www.psicologoroberte.com.br