Sempre fechamos o ano com promessas, e iniciamos o ano com intenções.

O ano termina, muitas promessas não são cumpridas, e as intenções, descobrimos, foram substituídas por outras mais prioritárias, e, não raro, ao final do próximo ano, tudo estará quase igual ao ano anterior. As sementes de romãs estão na carteira, o trevo de quatro folhas, os patuás, os pulinhos nas ondas, etc. etc. etc.

Bem, acredito que melhor que isso tudo, seja realmente poder planejar uma vida saudável, uma vida em que a alegria seja a tônica, pois ela, por si, irradiará uma onda de energias positivas que poderá atrair o que você deseja, e muito mais que talvez você ainda não tenha pensado, mas que de alguma forma está circulando no seu entorno. Por isso, pensei que poderíamos começar um ano novo agora, já longe dos festejos normais.

Então, seguem as 10 dicas para manter uma vida saudável por todos os dias, pois afinal, todos os dias são inícios, e todos os dias podemos começar um ano novo.

1 – Elimine a bagunça, interior e exteriormente. A bagunça exterior é fácil de ser localizada: coisas fora do lugar, armários e gavetas desordenados, coisas inúteis guardadas, e assim por diante. O que poucos percebem é que a vida exterior é o retrato da vida interior. Por isso, comece a manter consigo somente aquilo que realmente é importante, e que você utiliza ou vá utilizar. Por exemplo, aquela roupa (salvo aquelas roupas mais sofisticadas utilizadas em festas) que você não usa há mais de 6 meses, provavelmente não usará mais. Há sempre alguém necessitado de um agasalho que não dará a mínima para a moda. Doe. E faça o mesmo com as outras coisas todas (todas). Ao comprar algo novo, crie o hábito de se livrar de algo equivalente que seja velho e inútil (pelo menos para você).

2 – Mantenha sempre vários cestos de lixo espalhados pelos ambientes. Tudo o que não presta, não serve, deve ser lançado no lixo imediatamente. Limpe a lixeira diariamente, não deixe acumular energias inúteis no seu entorno.

3 – Sempre que possível guarde coisas semelhantes juntas, organizadas. Isso, além de lhe dar conforto mental, propicia ganho de tempo na busca do que você precisa.

4 – Crie alguns hábitos saudáveis em relação às energias estagnadas. Por exemplo, crie o hábito de ter um dia na semana, ou no mês, para jogar coisas inúteis fora, e jogue. Verá como sua energia melhora, permitindo a chegada de coisas novas e saudáveis para ocupar o lugar das velharias estagnadas. Até mesmo novas amizades e relacionamentos chegam.

5 – Cuide do corpo, ele é a sua ferramenta mais preciosa. Mas cuidado, não faça disso uma obsessão. Cuidar do corpo é dar a ele as condições básicas necessárias ao bem estar como alimentação saudável, nada de produtos intoxicantes, pouco ou nenhum álcool, e muita água. Os exercícios físicos são bem vindos, mas pense neles como uma forma de manutenção do equipamento físico, não como a criação de um ídolo a ser apreciado e adorado. Quem mantém o corpo o tem para a vida toda; quem cria ídolos, um dia vai ter que entender que não é possível mantê-lo para sempre.

6 – Durma. Durante o sono ocorrem muitas coisas interessantes, do ponto de vista fisico como psicológico. Tanto organizamos nossa vida mental durante o sono (o sonho tem também essa função), como determinados hormônios somente são produzidos durante o sono. Quando dormir, o faça em ambiente mais calmo e escuro possível.

7 – Quebre a rotina. Pelo menos uma vez na semana todos necessitamos parar, quebrar a rotina. Assim, nosso organismo fisiológico se reenergiza, nossa vida mental fica mais tranqüila, e nossa vida psicológica nos deixa mais tranqüilos e interessantes para o mundo, para as pessoas, para os amigos, e assim por diante. Vá a praia, parques, faça passeios; se puder, viaje, conheça lugares novos e inusitados. Não se deixe abater pelo clima ou temperatura. Organize atividades em função disso. Divirta-se. Não tem segredo. Se o problema é dinheiro, use a criatividade e elabore planos onde possa gastar o mínimo possível. Sempre há uma forma. Podemos quebrar a rotina até dentro da própria casa.

8 – Livre-se de pensamentos obsessivos. Pensar gasta energia. Não consigo imaginar que você adore gastar dinheiro com porcarias, ou para se prejudicar. Mas muitas pessoas gastam das suas energias para manter lixos mentais, lixos que atrapalham sua vida, e não raro, são depositados igualmente nos ombros e nas mentes dos outros. Não estrague sua vida, nem a dos que te rodeiam, com lixos mentais. Ficar remoendo problemas, insatisfações, desgostos, desastres, tristezas, abandonos, desacordos, etc. cansa muito mais que um dia de trabalho torturante. Não torne-se escravo de sua mente. Assuma o controle. Dê a ela problemas reais para serem resolvidos, e decida o momento certo para atuar. Igualmente, abandone o hábito (se você tem) de ficar preso a noticias de desastres, crimes, etc. Isso só é bom para quem vende a noticia. Para você, alem de não adiantar nada, porque não pode ajudar a resolver, fica armazenado em seu subconsciente.

9 – Em se tratando de problemas, lembre-se: se aquilo que te preocupa tem solução, não precisa se preocupar. Agora, se aquilo que te preocupa não tem solução, não se preocupe mesmo, pois não adiantará nada. E também não confunda planejamento com viver fora da realidade. Tire alguns minutos por dia exatamente para planejar. Nesse tempo, permita-se imaginar, fantasiar, desejar, etc, enfim, se permita por algum tempo todo dia sair da realidade. No resto do tempo, aja, atue, viva, exista. Quando planejar, plante a semente. No resto do tempo adube, tire os matinhos. Em termos práticos, todo planejamento é um fantasia, é uma semente plantada. Porém, se você planta uma semente num vaso, não fica todo dia tirando a semente para fora para ver se germinou, fica? Se fizer isso, matará a planta. Em vez disso, você rega e cuida. Faça isso com sua vida mental e verá que se tornará uma pessoa mais próspera e feliz.

10 – Viva sua vida. Isso mesmo, e de forma bem egoísta. Viva sua vida por que ninguém vai viver ela por você, pelo menos de uma forma saudável. Claro que ninguém vive só, e é por meio dos relacionamentos interpessoais que evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também  nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é  recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida, e ainda rouba energia do outro. O único  prêmio, nesse caso, é a frustração.

Bem leitores, a lista poderia ser muito mais longa, mas essas 10 dicas se observadas diariamente, podem fazer com que todo o ano, que vários anos, sejam prósperos e felizes. Você feliz, é sinônimo de atração de pessoas felizes à sua volta, tanto do ponto de vista daqueles que se alegram com sua alegria, como do ponto de vista da atração, quando, por efeito ressonância, atraímos a nós os semelhantes. Você gosta de estar perto de gente chata e triste?

Saúde, paz e muito discernimento ao longo de todos os anos novos que se iniciam em todas as manhãs.

Texto publicado na Revista Psicobela Digital, quinta edição Março/2011.

Roberte Metring

__________________

Sucesso e paz.
Varekai (onde quer que seja)
Roberte Metring – CRP 03/12745

Não me peça explicações, não as tenho. Eu simplesmente aconteço.
Psicoterapia – Consultoria – Cursos – Palestras
 Docência – Supervisão
contato@psicologoroberte.com.br – www.psicologoroberte.com.br