Nos últimos 10 anos talvez eu tenha vivido mais horas no ar que na terra. Minhas atividades profissionais exigem e permitem que eu passe longas horas em vôos por esse Brasil.

Na medida que passamos a nos tornar mais sedentários, começamos também a sentir que o corpo começa a reclamar. E os vôos são os melhores estimuladores do sedentarismo, afinal, correr para onde? Por isso, é necessário sempre alguma forma de compensação.

SUGESTÕES PARA UMA VIAGEM AÉREA SAUDÁVEL E CONFORTÁVEL

Na última edição do Magazine TAM nas Nuvens (Junho 2010) me deparei com um artigo escrito pelo Dr. Marco Cantero (médico do trabalho e aeroespacial da TAM), dando sugestões de saúde para uma viagem segura e confortável. Julguei importante apontar suas recomendações aqui nesse blog, já que provavelmente pessoas que o lêem também devem passar horas em vôos. Diz ele:

  1. Ingira líquidos antes e durante o vôo, em especial água.
  2. Se tomar bebida alcóolica, limite o uso a metade do que habitualmente beberia em terra sem sentir-se mal.
  3. Tome pouca bebida gasosa antes e durante o vôo, pois pode causar desconforto abdominal.
  4. Caso tenha desconforto auditivo, tampo o nariz, feche a boca e engula saliva, suavemente, duas a três vezes.
  5. Tome a vacina indicada para seu destino
  6. Leve roupas adequadas para a temperatura local.
  7. Certifique-se sobre os hábitos alimentares do destino.
  8. Evite usar sedativos durante o vôo.
  9. Para minimizar os efeitos do jat lag, atualize seu relógio com o horário de destino e assuma os hábitos locais; caso for ficar menos dias do que os fusos mudados, mantenha o relógio e os hábitos da origem.
  10. Se você tiver alguma doença que necessite de oxigênio ou maca a bordo, peça para seu médico preencher o MEDIF, formulário de padrão internacional, disponível no site da TAM.

EXERCITANDO DURANTE O VÔO

Dr Cantero dá, ainda, dicas sobre exercitar-se durante o vôo:

  1. Movimente com freqüência seus pés e tornozelos. Simples movimentos circulares diminuem o inchaço e o desconforto causados pela imobilidade prolongada.
  2. Também movimente seu pescoço e mantenha sua coluna o mais ereta possível, fazendo suas costas roçarem todo o encosto do seu assento. Seu quadril também deve estar o mais posteriorizado possível no encosto.
  3. Nos vôos mais longos, levante-se quando possível e estique-se. Mas obedeça ao aviso de atar o cinto.

Roberte Metring

_________________

Sucesso e paz.
Varekai (onde quer que seja)
Roberte Metring – CRP 03/12745

Não me peça explicações, não as tenho. Eu simplesmente aconteço.
Psicoterapia – Consultoria – Cursos – Palestras
 Docência – Supervisão
[email protected] – www.psicologoroberte.com.br