Falta de dinheiro, desemprego, violência, pressão ambiental, barulho, problemas no trabalho, problemas na família, saúde, solidão, desencanto, desarmonia, angustia, ansiedade, desamor, desilusão…….

Quem, amigo(a) leitor(a) já não sofreu ou sofre com algumas dessas coisas? Essas coisas todas podem fazer mal ao corpo e à mente? Infelizmente a resposta é sim, pode!!!

É muito complicado manter o equilíbrio mental o tempo todo frente a tanta coisa deteriorante que nos acomete no dia-a-dia. Em alguns casos o problema fica tão extremado que somente ajuda profissional pode resolver.

Por isso, preste atenção!! Você não pode controlar tudo e todos, e até mesmo manter o perfeito equilíbrio o tempo todo, mas existem algumas coisas que podem ajudar muito no dia-a-dia. Pequenas mudanças de comportamento podem ajudá-lo(a) a enfrentar o estresse diário, já que não é recomendável aniquilá-lo pois seria a morte. Um bom enfrentamento, um organismo bem gerenciado, continuam sendo ainda as melhores recomendações.

MANTENDO O EQUILÍBRIO

Aqui não há espaço suficiente para discutirmos sobre as teorias e os tratados realizados sobre estresse e ansiedade. Vamos à prática. Leia com atenção e experimente colocar em pratica as dicas. Tenho certeza que terá uma vida bem melhor.

  • Se você não pode resolver um problema na hora, não lute contra ele. Mantenha a calma, fique tranquilo(a) e espere a melhor oportunidade para resolvê-lo e superá-lo.
  • Cultive boas amizades. Falar com amigos sobre amenidades, rir um pouco e jogar conversa fora ajuda a relaxar. Talvez você possa até mesmo falar sobre seu problema se sentir que há espaço para isso, e que confia na outra pessoa o suficiente para se expor. Ouvir outras opiniões pode ajudá-lo(a) a ver as coisas de um modo diferente.
  • A solidão leva ao tédio. Verifique se há atividades por perto que possa participar. Verifique se em seu bairro ou comunidade há algo que você possa fazer em benefício de alguma outra pessoa ou pessoas. Ajudar os outros ajudará a si próprio.
  • Atividades físicas são importantes. Correr, caminhar, jogar, arrumar o jardim entre tantas outras atividades ajudarão a relaxar quando você estiver nervoso, chateado ou com raiva. Nesses momentos, caso não tenha outra coisa a fazer, dê uma volta na quadra. É certo que ajudará muito.
  • Cuide de si próprio. É fundamental para manter o bem estar. Respeite seu corpo, cuide e adorne-o conforme seu gosto. Nada de passar o dia todo de pijama ou camisola porque vai arrumar a casa mesmo. Dê-se o direito de ficar bonito(a), cheiroso(a), etc.… Você merece. Sempre faz isso para os outros não? Faça para você mesmo(a) em primeiro lugar.
  • Durma e coma bem. Isso não significa durma e coma muito, mas bem. Seu corpo sabe o limite do seu sono, e te acorda sempre quando o limite chega (a não ser quando a vida é muito ruim e não há interesse ou motivação para voltar ao mundo da realidade). Quanto à comida, coma somente o suficiente para que ao terminar ainda fique um pouquinho de fome no fundinho. Coma alimentos saudáveis, o mais frescos possíveis, muita fruta, muito vegetal, e não deixe de tomar água regularmente. Verá como além de sentir-se melhor, seu corpo ainda perdera alguns quilinhos que estão sobrando, devolvendo inclusive a auto-estima.
  • Lazer é tão importante quanto o trabalho. Tenha momentos livres onde possa fazer o que gosta. Assim eliminará tensões e produzirá hormônios de saúde. Sua energia também será renovada.
  • Organize-se nas atividades do dia-a-adia. Comece pelo mais importante e faça uma coisa de cada vez. Verá que é possível dar conta de tudo.
  • Aceite o fato de que as pessoas não são iguais e podem ter idéias e opiniões diferentes das suas. O importante é não se aborrecer com isso. Afinal, você não precisa estar sempre certo, ninguém precisa. Faça opções diárias entre ser feliz ou ter razão e verá que nem sempre precisa ter razão.
  • Atividades artísticas como música, teatro, dança, desenho, pintura, bordado, tricô, choche, cerâmica entre tantas outras também fazem muito bem.
  • Mantenha seu espírito abastecido. Abasteça-se de boas leituras, de histórias inspiradoras, e exemplos saudáveis de vida. Creia em alguém ou em algo. Olha para o universo e veja que não está sozinho e que tudo funciona. Acredite que existe um ser organizador da vida, e acima de tudo acredite que você é uma fagulha de um Deus.
  • Se ainda assim, seu mundo parece cinza e a vida sem sentido, procure ajuda profissional.

Roberte Metring

_________________

Sucesso e paz.
Varekai (onde quer que seja)
Roberte Metring – CRP 03/12745

Não me peça explicações, não as tenho. Eu simplesmente aconteço.
Psicoterapia – Consultoria – Cursos – Palestras
 Docência – Supervisão
contato@psicologoroberte.com.br – www.psicologoroberte.com.br

COMPARTILHAR
Artigo anteriorReflexão
Próximo artigoSaúde nas alturas