Cânfora, Tamiflu, Erva-doce, Pandemia, mortes, internações, etc. etc. Ao longo dos meses julho/agosto muito foi dito sobre a Gripe A (H1N1). Muitos comentários sérios, tantos mais especulativos e outros dignos de terrorismo.

Pessoas sérias e comprometidas com a saúde e o bem estar da população passaram muito tempo divulgando tanto dados como processos preventivos (dos quais, a cânfora virou coqueluche tanto daqueles que resolveram tomá-la como prevenção, quando daqueles que resolveram torná-la uma bandeira de guerra e um cavalo de batalha). Entre essas pessoas, incluo a mim mesmo, e ao Dr. Márcio Bontempo. Ambos, tanto como todos os demais colegas da área da saúde (e não da doença) recebemos várias críticas e comentários maldosos, que em alguns casos nem mereceram vir a público tamanha a falta de sutileza, educação e embasamento com os quais foram escritos, rechaçando as iniciativas de estimulação do sistema imunológico e da crença na capacidade do organismo, quando bem equilibrado, em lidar, não só com os danos do H1N1, mas igualmente a muitos outros danos, de vários outros virus, bactérias, etc.

Pois bem, sempre preocupado com a máxima lisura nas informações, Dr. Márcio Bontempo preparou um vídeo (em duas partes – veja abaixo) onde expõe, de forma audivisual, tanto as informações que já foram publicadas quanto esclarece e elucida algumas dúvidas.

Parabéns ao Dr. Márcio, e meus votos de que agora – quando o terrorismo deu lugar à consciência, seriedade e responsabilidade – venha a ser definitivamente entendido o conceito de prevenção, e de como o organismo precisa ser reforçado para atuar na defensiva do vírus, e não como um hospedeiro ingênuo e frágil.

Roberte Metring

__________________

Sucesso e paz.
Varekai (onde quer que seja)
Roberte Metring – CRP 03/12745

Não me peça explicações, não as tenho. Eu simplesmente aconteço.
Psicoterapia – Consultoria – Cursos – Palestras
 Docência – Supervisão
[email protected] – www.psicologoroberte.com.br