Essa semana Bebeto de Freitas nos deixou. Para quem não sabe, Bebeto era um ex jogador de vôlei, técnico famoso e vitorioso. Terminou uma entrevista, foi descansar, e não mais voltou. Infarto fulminante.Resultado de imagem para ataque cardíaco

Ele, e milhares de outras pessoas, famosas e não famosas passaram pelo mesmo problema, inclusive algumas muito próximas a mim, o que tem me feito refletir sobre o infarto.

Morrer do coração não é mais doença de velho, jovens também estão morrendo. Atletas estão morrendo. Pessoas normais e aparentemente saudáveis estão morrendo. Pois bem, será assim tão fácil morrer de um ataque cardíaco? Como disse, tenho pensado muito sobre isso.

Não por acaso (acaso não existe, tudo tem uma razão de ser), recebi tempos atrás um email contendo algumas recomendações do cardiologista Dr. Ernesto Artur Berg que me deixou intrigado. Dizia ele: morrer do coração não é fácil. O coração é um órgão preparado para viver grandes emoções. Precisamos treinar muito para conseguir morrer dele. É quase que uma academia voltada a ensinar a detonar a maquininha cardíaca.

Acreditem: MORRER DO CORAÇÃO NÃO É FÁCIL, É PRECISO TREINO, É PRECISO ESFORÇO, É PRECISO DEDICAÇÃO. Com algum treino diário, aposto… você vai conseguir. Esforce-se e conhecerá o outro lado da vida com alguma brevidade.

Vou transcrever abaixo algumas das recomendações do Dr. Ernesto para quem quer treinar para morrer de um ataque cardíaco. Vamos lá:

1. Cuide de seu trabalho antes de tudo. As necessidades pessoais e familiares são secundárias, não são tão importantes.
2. Se não puder permanecer no escritório à noite, leve trabalho para casa e trabalhe até tarde, se possível trabalhe a noite toda, e várias vezes por semana.
3. Ao invés de dizer não, diga sempre sim a tudo que lhe solicitarem.
4. Procure fazer parte de todas as comissões, comitês, diretorias, conselhos e aceite todos os convites para conferências, seminários, encontros, reuniões, simpósios etc.
5. Não se dê ao luxo de um café da manhã ou uma refeição tranquila. Pelo contrário, não perca tempo e aproveite o horário das refeições para resolver problemas, fechar negócios ou fazer reuniões importantes.
6. Não perca tempo fazendo ginástica, nadando, pescando, jogando bola ou tênis, conversando, jogando buraco descontraidamente, jogando uma partida de xadrez, tomando um cafezinho, um chazinho, um chimarrão, sozinho ou em boa companhia. Não perca tempo com essas coisas, afinal, tempo é dinheiro.
7. Nunca tire férias, você não precisa disso. Lembre-se que você é de ferro.
8. Centralize todo o trabalho em você, controle e examine tudo para ver se nada está errado. Delegar é pura bobagem; é tudo com você mesmo.
9. Se sentir que está perdendo o ritmo, o fôlego e pintar aquela dor de estômago, tome logo estimulantes, energéticos e antiácidos. Eles vão te deixar tinindo.
10. Se tiver dificuldades em dormir não perca tempo: tome calmantes e sedativos de todos os tipos. Agem rápido e são baratos.
11. E por último, o mais importante: não se permita ter momentos de oração, meditação, audição de uma boa música e reflexão sobre sua vida. Isto é para crédulos e tolos sensíveis.

Bem… acho que está bom assim. Se é isso que você quer, morrer do coração, vai treinando que um dia, do nada, você consegue passar dessa para a outra antes do tempo.

Pense nisso

Saúde e paz.
Roberte Metring

Não me peça explicações, não as tenho. Eu simplesmente aconteço.
Psicoterapia – Consultoria – Cursos – Palestras
 Docência – Supervisão
[email protected]
www.facebook.com/RoberteMetring

www.facebook.com/BlogRoberteMetring